• 12 de abril de 2024

Sindicomerciários Caxias marca início das comemorações do Mês da Mulher com debate sobre a violência

 Sindicomerciários Caxias marca início das comemorações do Mês da Mulher com debate sobre a violência

Na próxima segunda-feira, 6 de março, o Sindicomerciários Caxias dá início as comemorações e atividade de luta do Mês das mulheres realizará o debate “Uma vida sem violência é um direito das mulheres”. O evento, que reunirá comerciários e comerciárias, será realizado no auditório da entidade, na rua Pinheiro Machado, 1239, a partir das 19 horas, com a recepção dos convidados e apresentações artísticas e musicais.

O evento contará com as debatedoras Rúbia Hoffmann Ribeiro, representante da União Brasileira de MUlheres (UBM Caxias); Joceli Queiroz, do Conselho de Direitos da Mulher (COMDIM); a Soldado Catiele Carvalho Pereira, da Patrulha Maria da Penha; Eremi Melo, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil  (CTB); com a coordenação de Fabiana Regina Federle, diretora de Assuntos Mulher do Sindicomerciários Caxias.

Além das apresentações e debate, será distribuído material com informações para as mulheres com medidas e locais para buscar proteção e denuncia agressões e violência.

Luta contra a violência no Mês da Mulher

Fabiana Federle, diretora de Assuntos da mulher do sindicato, explica que, “março é o mês da mulher e, apesar dos avanços conquistados, ainda há muito o que vencer: é preciso vencer os casos de violência de gênero que são alarmantes; é preciso vencer as diversas desigualdades, como aquelas do mundo do trabalho, no qual as diferenças salariais e de direitos ainda predominam”.

Conforme dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apenas no primeiro semestre de 2022, 699 mulheres foram mortas. Ou seja, aproximadamente quatro mulheres foram mortas todos os dias no Brasil.Segundo dados do Dieese, o salário das mulheres é 22% menor que o dos homens no Brasil. No Rio Grande do Sul, essa diferença de rendimento aumenta para 28%, segundo números de 2020.

Nilvo Riboldi Filho, presidente do Sindicomerciários Caxias, complementa que o evento é o início de várias atividades que serão realizadas durante todo o mês de março, no dia 8, Dia Internacional das Mulheres. Para o representante da entidade, “as mulheres ainda enfrentam muitos outros problemas, como a violência doméstica, o assédio moral e sexual, o não reconhecimento da função social da maternidade, entre outros, precisamos manter uma discussão, um debate continuo”.  Nilvo ressalta que “devemos enfrentar o machismo estrutural que é um dos geradores da desigualdade e da violência contra a mulher. As mulheres lutam por uma vida digna, por direitos iguais e pelo fim da violência, o que só será possível com um país democrático e com menos desigualdades sociais. Uma luta que não pode acontecer só em março, mês da mulher, mas todos os dias do ano”.

Comerciários

Posts Relacionados