• 27 de maio de 2024

Reajuste do Mínimo Regional perto de uma definição

 Reajuste do Mínimo Regional perto de uma definição

Representantes das entidades patronais e dirigentes das Centrais Sindicais reuniram-se mais uma vez na tarde desta terça-feira.
Esta foi a quinta rodada de negociação e, desta vez, sob a coordenação e mediação do Secretário Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Profissional Gilmar Sossella.

A Proposta das Centrais Sindicais demonstra que seria necessário um reajuste de 14,82% para alcançar o valor correspondente a 1.28% salários mínimos nacional, proporção que tinha quando da sua implantação em 2001.

No entanto, com o objetivo de avançar na busca de um entendimento, as entidades sindicais cederam bastante em relação ao índice inicialmente proposto, mas, em mesma medida, exigem pelo menos 8,45% de reajuste para pagamento a partir de 1 de fevereiro deste ano. Este porcentual equivalente ao reajuste concedido ao salário mínimo nacional em 2024.

Apesar da boa vontade das Centrais e do esforço do Secretário Sossella em busca de entendimento, o setor empresarial mostrou-se intransigente, reafirmando a proposta de 2,21%.

Uma nova e derradeira reunião foi agendada para a semana que vem 23/04. Lembrando que, se Centrais Sindicais e Federações Empresariais não chegarem ao entendimento, caberá ao Governo do Estado determinar o índice de reajuste e encaminhar projeto de lei com os novos valores nominais para cada uma das cinco faixas do Piso Regional para ser analisado e aprovado pela Assembleia Legislativa.

Comerciários

Posts Relacionados