• 17 de junho de 2024

Por juros mais baixos, povo vai às ruas na próxima terça-feira (21)

 Por juros mais baixos, povo vai às ruas na próxima terça-feira (21)

Contra a exorbitante taxa de juros praticada pelo Banco Central (BC) e a favor da democratização do Conselho de Administração de Recursos Fiscais (CARF), trabalhadores e trabalhadoras do Brasil vão às ruas na próxima terça-feira, 21. Em Porto Alegre, a manifestação será às 12h na frente da sede do Banco Central, rua Sete de Setembro, 586, Centro Histórico.

O ato por uma taxa de juros mais justa para o povo brasileiro é organizado pelas centrais sindicais e pelos movimentos populares.

O protesto para reivindicar a queda da taxa básica de juros (Selic), que atualmente está em 13,75% ao ano, e a democratização do CARF deve acontecer em todas as regiões do país. A mobilização nacional também pede pela saída do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, aliado de Bolsonaro.

Sindicalistas e representantes das centrais sindicais Força Sindical, CTB, UGT, CSB, NCST, CSP Conlutas, Intersindical, A Pública e os movimentos Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular ressaltam que a alta taxa de juros paralisa a economia e impede o país de crescer, gerar emprego, distribuir renda e facilitar o acesso ao crédito.

Para o presidente da CTB RS, Guiomar Vidor, “a taxa de juros atual impede o desenvolvimento do Brasil. Menos juros é mais investimento, mais emprego, mais saúde, mais educação. Menos juros é melhoria na vida dos trabalhadores e trabalhadoras”, disse.

Participação popular

A manifestação também defende a democratização do CARF com participação popular para reduzir a sonegação de empresas e aplicar os recursos em investimentos em áreas como saúde, educação, infraestrutura e programas sociais, como o Bolsa Família.

O CARF é um órgão composto por representantes do governo, empresariado e trabalhadores, que julga os processos administrativos referentes a impostos, tributos e contribuições, inclusive da área aduaneira (importação e exportação) sonegados pelos patrões.

Comerciários

Posts Relacionados