• 21 de junho de 2024

CTB RS reforça ações de solidariedade e elabora propostas para apresentar ao Ministério do Trabalho

 CTB RS reforça ações de solidariedade e elabora propostas para apresentar ao Ministério do Trabalho

Na manhã de quarta-feira (15) a direção plena da CTB RS reuniu seus sindicatos e dirigentes para fazer uma avaliação da catástrofe político-ambiental que se abate sobre o Rio Grande do Sul desde fins de abril, registrar as campanhas de auxílio à população e aos trabalhadores e formular um conjunto de medidas e propostas para orientar a reconstrução do estado.

O presidente Guiomar Vidor abriu a reunião apresentando um quadro geral da situação e relatando as ações de solidariedade da Central (conta pix, coleta e distribuição de donativos, informações de utilidade pública pelas redes da CTB, participação em reuniões com órgãos governamentais e entidades sindicais, organização de cozinhas solidárias e articulação com mandatos parlamentares).

Na sequência, por segmento profissional ou regional, os demais diretores da CTB falaram dos acontecimentos e impactos do evento climático extremo, destacando as iniciativas tomadas pelas suas respectivas organizações e apontando as políticas públicas necessárias para garantir abrigo e cuidados ao povo, reconstrução da infraestrutura e retomada da atividade econômica e garantir emprego, trabalho e renda à classe trabalhadora, duramente atingida em toda extensão da catástrofe.

Os representantes do segmento rural – agricultores e assalariados rurais – relataram em suas falas os danos graves que as propriedades e comunidades rurais e interioranas sofreram, bem como a destruição de diversas agroindústrias e mesmo sedes de sindicatos. Primeiras regiões atingidas – Serra e Vales – o rescaldo mostra a urgente ação governamental e estatal como principal recurso para sanar os problemas e demandas.

Outras categorias – comerciários, sapateiros, metalúrgicos, turismo e hotelaria – de diferentes regiões do Estado destacaram as perdas e prejuízos, os acordos já firmados com o fito da manutenção dos empregos, suas campanhas de arrecadação e distribuição de mantimentos, roupas e colchões e a instrução jurídica dada pelos sindicatos no sentido de informar e encaminhar direitos e benefícios.

Também compôs os informes e relatos a participação política da CTB nas reuniões e audiências com diversas instituições governamentais, notadamente aquelas realizadas com ministérios (Trabalho e Emprego, Desenvolvimento Agrário, Secretaria Geral da Presidência, Desenvolvimento Social), onde foram sugeridas e encaminhadas as pautas e demandas oriundas do sindicalismo.

Por fim, houve o destaque às atividades no campo da Comunicação, sejam aquelas de parte da seção regional da CTB, sejam as articuladas com a rede de comunicação nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, com ênfase na divulgação dos meios e canais de contribuição monetária e de donativos aos desabrigados.

Complementando o debate classista, a direção plena da CTB RS elaborou documento atualizado e à luz das urgências e estruturações requisitadas por trabalhadores e trabalhadoras no que tange ao mundo do trabalho. A preocupação imediata envolve a garantia de emprego, salários, benefícios e créditos para a reconstrução da vida das pessoas, sempre mediadas pelo diálogo, participação popular e controle social. O documento será entregue pelo presidente estadual da CTB, Guiomar Vidor, ao Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, durante reunião a acontecer nesse dia 16 de maio em Porto Alegre.

Comerciários

Posts Relacionados