• 3 de outubro de 2022

Comerciários e comerciárias querem a mudança já e definem apoio à Lula, Edegar e Olívio

 Comerciários e comerciárias querem a mudança já e definem apoio à Lula, Edegar e Olívio

A Plenária Estadual da Federação dos Comerciários e Comerciárias do RS, FECOSUL, ocorrida no dia 16 de setembro, reuniu mais de 100 delegados representando 50 sindicatos filiados no estado. O encontro debateu a realidade atual da categoria comerciária e seus desafios diante do crescimento do comércio virtual; além disso, aprovou a Carta Compromisso das Margaridas para candidatas e candidatos às eleições 2022 e o apoio do sistema sindical comerciário às candidaturas que representam os trabalhadores: LULA Presidente, Edegar Governador, Olívio senador e deputados estaduais e federais comprometidos com a democracia, a derrota do fascismo e os interesses da classe trabalhadora.

COMÉRCIO EM TRANSFORMAÇÃO

A palestra sobre as transformações no setor do comercio feita pela técnica do DIEESE, Daniela Sandi, abordou o rápido crescimento do comércio virtual, chamado “e-comerce”, bem como a introdução de novas tecnologias no setor e um processo de terceirização acentuado que vem provocando uma precarização do mercado de trabalho e redução nos ganhos do trabalhador.

Para o presidente da FECOSUL, Guiomar Vidor, essa nova realidade exige uma organização e ação cada vez maior por parte dos sindicatos no local de trabalho. 

Como encaminhamento ficou definida realização de um seminário para debater os novos desafios do setor e construir ações concretas que possam melhorar a condição e o ganho dos trabalhadores e das trabalhadoras, assim como o fortalecimento dos sindicatos.

MUDAR O BRASIL JÁ

Na segunda parte do encontro, o tema foi a política e como ela interfere na vida de cada trabalhador e cada trabalhadora. O ex-deputado e presidente do PCdoB RS, Juliano Rosso, fez análise da conjuntura política atual e os desafios dos trabalhadores no RS e no Brasil. Para ele, é somente através de uma participação ativa dos trabalhadores que pode garantir uma mudança no país. “O Brasil hoje vive um caos pela falta de responsabilidade do governo federal. Os direitos dos trabalhadores foram saqueados, a economia destruída e a miséria ampliada. O mesmo quadro se reflete no RS”, disse.

Para Juliano, a classe trabalhadora precisa ser protagonista: derrotar Bolsonaro no Brasil e aqui, no RS, eleger um governo que tenha capacidade de recolocar o estado nos trilhos do desenvolvimento e da valorização do trabalho, com uma politica que pense o desenvolvimento econômico e social e a valorização do salário mínimo regional, congelado pelo Governo Leite.

Assis Melo, dirigente da CTB e ex-deputado federal, destacou a importância da categoria  comerciária – ao lado de todos os demais trabalhadores – para derrotar o “desgoverno” Bolsonaro e garantir a eleição de Lula presidente. “Só assim vamos conseguir reverter os marcos regressivos da reforma trabalhista e da previdência”, disse.

No final do debate sobre esse tema, os presentes aprovaram o apoio da categoria comerciária do RS à eleição de LULA, Edegar e Olívio, e de deputados estaduais e federais comprometidos com a democracia e os direitos trabalhistas.

CARTA DA MARCHA DAS MARGARIDAS

A Secretária da Mulher da Fecosul, Cristina  Mendes junto com a dirigente da Fetag Paula Fortunato, fizeram a apresentação da Carta das Margaridas, que busca firmar compromisso de todos candidatos e candidatas com as bandeiras de luta das mulheres em defesa dos serviços públicos essenciais à sociedade, além da democracia e valorização do trabalho. Na oportunidade assinaram o documento o candidato a deputado federal Assis Melo, a candidata e deputada federal Daiana Santos e o candidato a deputado estadual Juliano Roso.

Também foi realizada a divulgação da Marcha das Margaridas 2023 e feito o convite para que o público urbano compareça ao evento, que acontecerá em Brasília.

VEJA AQUI A CARTA DAS MARGARIDAS 

Comerciários

Posts Relacionados