PROTEGER A VIDA E OS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS E COMERCIÁRIAS

Site

Com data-base em 1º de julho para o setor lojista, a campanha salarial dos comerciários e comerciárias de Caxias do Sul e região, neste ano, se dá em um contexto muito diferente por causa da crise gerada pela pandemia, o que exige muita união e mobilização. A pauta de reivindicações tem como prioridades a DEFESA DA VIDA frente à pandemia, a PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA CONVENÇÃO COLETIVA, os EMPREGOS e a RENDA. Essas são as maiores necessidades da categoria, que tem arriscado sua saúde e de seus familiares para estar na linha de frente, com o funcionamento necessário do comércio durante esse período excepcional para toda a sociedade.

SAÚDE E SEGURANÇA

Entre os temas relativos à segurança e à saúde, o Sindicomerciários vai insistir na necessidade de testagem como forma de identificar e isolar focos da doença, e medidas protetivas de distanciamento e disponibilidade de EPIs.

No que se refere ao índice de reajuste, a reivindicação é pela reposição do INPC acrescida de 2% de aumento real para quem ganha acima do piso. Para os pisos, o Sindicomerciários luta pela mesmo reposição do Salário Mínimo Regional.

O presidente do Sindicomerciários, Nilvo Riboldi, destacou que: “nossa prioridade nessa campanha salarial é a proteção da categoria diante da pandemia do coronavírus”.

CAMPANHA EM DEFESA DO COMÉRCIO LOCAL

Outra demonstração de união em prol do segmento foi a campanha lançada nesta semana pelo Sindicomerciários Caxias: “COMPRE NO COMÉRCIO LOCAL, e ajude a preservar os empregos e a renda dos comerciários e a manutenção das empresas”. Ela tem o apoio do setor empresarial, através do Sindilojas e do Sindigeneros.

TAMO JUNTO

Outra campanha importante que o Sindicomerciários está realizando é pelo fortalecimento do Sindicato. A ideia é que, neste momento de pandemia, temos que estar unidos em defesa dos nossos direitos. Por isso a campanha se chama #TAMOJUNTO. Associe-se, tenha acesso aos serviços de saúde e vantagens que o Sindicomerciários oferece, e faça parte dessa solidariedade em prol de toda a categoria.

REUNIÃO

A próxima reunião de negociação entre trabalhadores e o setor patronal ficou marcada para o dia 15 de julho, às 8h30, provavelmente em reunião virtual, como foi a desta terça.