Sindicomerciários se reúne com prefeito e entidades para pleitear passarela na RS453

01 02

O presidente do Sindicomerciários Caxias, Nilvo Riboldi, juntamente com a sua diretoria e representantes do Sindilojas e Sindigeneros estiveram reunidos com o prefeito de Caxias do Sul Flávio Cassina na manhã desta sexta-feira, 28 de fevereiro, para levar a reivindicação dos sindicatos para a construção de uma passarela na RS453, próximo as Lojas Havan, Stok Center e Universidade Anhanguera. Além do grande fluxo de veículos e pessoas, os trabalhadores também sofrem com o risco de assaltos e acidentes graves, agravados ainda mais pela falta de corte dos matos na rodovia.

Cassina, que recebeu um ofício com as reivindicações das entidades, mostrou-se receptivo à demanda da construção de uma passarela, salientando que “a maneira mais rápida de solucionar o problema seria a formação de uma comissão em conjunto com as entidades, para que juntos seja construída uma proposta, que seria viabilizada através da parceria púbico-privada”.  O prefeito informou que o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Gilnei Garcia Lafuente, estará encaminhando o estudo do projeto em conjunto com a Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan). Na ocasião, também relatou que, “quanto ao corte dos matos na rodovia, que é de responsabilidade do Governo Estado, já foi encaminhado um convênio, onde a prefeitura estaria assumindo o trabalho de limpeza, conservação e até mesmo uma operação de tapa-buracos”.

Para Nilvo Riboldi, presidente do Sindicomerciários, a prefeitura recebeu prontamente as entidades, demonstrando uma nova postura no relacionamento. Para Nilvo, “é fundamental cuidar da segurança dos trabalhadores, principalmente por serem na sua maioria mulheres”, mas, salienta que não são somente as trabalhadoras que estão pleiteando a obra, mas também os consumidores, fato que levou a buscar o apoio de outras entidades para que juntas, tenham mais força para efetuar a reivindicação. “O aumento do movimento com a implantação dos novos estabelecimentos não foi seguido da construção estruturas de segurança e trânsito suficientes, atravessar a faixa, somente pelo movimento, já é perigoso, o que fica ainda pior com o risco de assaltos”, conclui.

#SindicomerciariosCaxias87anos