É PRECISO DEFENDER E AMPLIAR INVESTIMENTOS EM SAÚDE

capa_face

O Outubro Rosa vem chamando a atenção para a necessidade de maior atenção à saúde da mulher. O mês ganhou essa cor para reforçar o controle do câncer de mama, o segundo de maior incidência sobre as mulheres no Brasil e no mundo.

Mas, a precarização da saúde resultante dos cortes pormovidos pelos governos acende um sinal de alerta! Um artigo publicado no periódico BMC Medicine, mostra que os cortes de gastos federais para o programa Estratégia da Saúde da Família, por causa da EC 95 (que congelou os investimentos por 20 anos) podem levar a 27,6 mil mortes evitáveis até 2030. Além da praticamente extinção do programa Mais Médicos que pode acarretar em um aumento de 8,6% na mortalidade. Isto afeta diretamente as mulheres mais pobres sem acesso ao atendimento privado na saúde.

Prevenção ao câncer de mama

A importância da prevenção: tanto que a Sociedade Brasileira de Mastologia, o Colégio Brasileiro de Radiologia e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia divulgaram um comunicado conjunto em defesa da mamografia anual.

“Cortar investimentos em áreas fundamentais para a melhoria da vida da população como na saúde, acarreta em aumento da incidência da doença. Por isso precisamos estar unidos na defesa do SUS e dos investimentos em saúde e prevenção”, alerta a vice-presidente do Sindicomerciários, Ivanir Perrone.