Ministério Público do Trabalho lança a campanha Maio Lilás para enfrentar reforma trabalhista

maio-lilas-ctb

O Ministério Público do Trabalho lançou nesta segunda-feria (7) a campanha “Maio Lilás”, que tem o objetivo de incentivar a realização de atividades que promovam a liberdade sindical e estimule a participação da sociedade, sobretudo dos trabalhadores, em ações de defesa dos seus direitos.

Para o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, a campanha é especialmente importante após as mudanças promovidas pela reforma trabalhista, que entrou em vigor em novembro do ano passado.

“Agora, mais do que nunca, caberá às entidades, aos seus dirigentes, mas principalmente a seus trabalhadores, papel extremamente importante na luta pela preservação dos direitos sociais e, principalmente, pela manutenção do direito sindical, do direito coletivo do trabalho”, disse, na abertura do evento.

Para o secretário-geral, Wagner Gomes, a ação do Ministério Público ajuda a enfrentar os sucessivos ataques aos sindicatos advindos das mudanças impostas pela lei 13.467/2017 – que modificou artigos da CLT e tenta diminuir a representação dos trabalhadores.

“Esta iniciativa do Ministério Público do Trabalho nos dá um impulso importante na grande luta que estamos travando”, diz Gomes.

Ao longo deste mês, o MPT promoverá ações para dar visibilidade ao tema da liberdade sindical, com debates sobre o assunto. Cada procuradoria regional terá autonomia para criar uma programação local para o Maio Lilás.

Entre as atividades previstas estão a iluminação das sedes da instituição, em todo o país, com a cor lilás. Também serão distribuídos exemplares da mais recente edição do “MPT Quadrinhos”, que aborda questões ligadas aos sindicatos, bem como fóruns, debates e exposições sobre o tema.

A cor lilás

A cor lilás é uma homenagem às 129 mulheres trabalhadoras que foram trancadas e queimadas vivas em um incêndio criminoso numa fábrica de tecidos, em Nova York, em 8 de março de 1857, por reivindicarem salário justo e redução da jornada de trabalho. No momento do incêndio, era confeccionado um tecido de cor lilás.

Portal CTB com Agência Brasil –  foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *