Reforma Trabalhista e o emagrecimento saudável são temas do Ciclo de Palestras do Mês da Mulher

DSC_0091

Dando continuidade ao Ciclo de Palestras do Mês da Mulher, o Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários), em parceria com a Faculdade Fátima, realizou nesta quinta-feira (22), às 19 horas, no auditório do sindicato, as palestras “Entendendo a Reforma Trabalhista”, com Abigail Pereira e, “Como emagrecer sem fazer dieta”, com a nutricionista Clarisse Zanette.

A palestrante Abigail Pereira é primeira secretária das Mulheres da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e, ex-secretária do Turismo do RS. Clarisse Zanette é nutricionista ortomolecular e coach de emagrecimento. Atua na nutrição clínica, estética e emagrecimento utilizando técnicas e ferramentas de Coaching e Programação Neurolinguistica (PNL). Mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pós-graduada em nutrição ortomolecular com ênfase em nutrigenômica.

A perseguição aos direitos trabalhistas
Segundo Abigail, o Brasil vive um momento dramático, onde está em curso um retrocesso neoliberal oposto aos interesses do povo e da nação. Após o golpe, o governo intensificou a ofensiva contra a classe trabalhadora, seus direitos, a soberania nacional e a democracia. Afirmando que a crise é mundial, onde, no período pós-crise de 2008, já foram realizadas 642 reformas trabalhistas e sindicais no mundo, em 110 países diferentes. E, que se formos analisar, “em nenhum dos países em que o governo se espelhou para justificar as reformas, foi presenciado o fim do desemprego, bem pelo contrário. O que vivenciamos uma regressão civilizacional”.

Abigail lembrou que a aprovação da Emenda Constitucional 95 foi um duro golpe para a população, congelando investimentos por mais de 20 anos, com o corte de verbas da saúde, educação, habitação, reforma agrária, infra-estrutura, segurança, valorização do salário mínimo e outros investimentos sociais. Assim, no bojo das reformas, temos o fim do projeto de “recuperação para posterior qualificação da educação”, uma política implantada nos governos de esquerda, “dilapidada por um governo que quer colocar 40% do ensino na modalidade a distância”. Na visão de Abigail, a afirmação de que a CLT é antiga, e está ultrapassada, é uma mentira, já que 85% das leis trabalhistas foram modificadas ao longo dos anos. “Nesta reforma, mais de 100 artigos foram alterados, sem uma discussão ampla com a sociedade. Na verdade, a maioria das alterações foram redigidas em computadores de entidades empresariais, beneficiando as mesmas”, lembra.

Segundo a representante da CTB, a reforma trabalhista só trará trabalho precarizado, com a possibilidade de terceirização, pejotização, e de trabalho intermitente, o que, além de reduzir os direitos, garantias e o próprio salário dos trabalhadores, irá impossibilitar a sua aposentadoria no futuro. Além de atacar os direitos dos trabalhadores, o governo visa acabar com os sindicatos e restringir o acesso à Justiça do Trabalho, onde os trabalhadores já estão sendo obrigados a pagar à custa processual, caso percam o processo encaminhado. E, enfraquecendo os sindicatos, o trabalhador fica sozinho para negociar com o patrão. A única saída seria resistir e lutar intensamente contra a onda neoliberal, conquistando e chamando a sociedade para um novo ciclo de lutas, formando uma Frente Ampla para oferecer perspectivas ao Brasil, um novo projeto nacional de desenvolvimento com ênfase no setor produtivo nacional.

O controle emocional e o emagrecimento
Em sua palestra, Clarisse Zanette, ponderou que, embora tenhamos acesso a uma grande quantidade de informação sobre a importância de cuidar com o peso, e que quase todos sabem os alimentos que deveriam comer ou deixar de comer, mesmo assim, não conseguimos alcançar nossos objetivos. A nutricionista afirmou que o grande vilão é o “emocional das pessoas”, que acaba prejudicando, e até mesmo impossibilitando, o sucesso nas dietas. A especialista elencou os principais fatores que influenciam no emagrecimento e que dizem respeito a mudança de comportamento, como o equilíbrio entre o corpo e a mente, entender a diferença entre a fome física e fome emocional, assim como o desespero e ansiedade quando falamos ou nos propormos a fazer dieta.

A nutricionista alertou para a forma com que criamos nossos filhos, quando levamos a crer que a alimentação “é o conforto para qualquer coisa que está errada que passamos. Precisamos entender se a nossa fome é física ou emocional. Se não estamos nos alimentando apenas por causa de nosso emocional, da nossa ansiedade”. Para reverter esse quadro, apresentou os passos para emagrecer sem fazer uma dieta, apenas cuidando da alimentação, o Mindful Eating. Este, nada mais é que um processo de comer de maneira consciente, uma prática baseada na Mindfulness, que significa atenção plena. Utilizado há muitos anos, esse tipo de técnica é voltado para o combate ao estresse, mas vem sendo usado também na hora da alimentação.

Entre os pontos apresentados para o emagrecimento saudável, sem dieta, está não contar calorias escolhendo os alimentos, pois existem alimentos calóricos que são muito saudáveis e até mesmo essenciais; cuidar do stress e da ansiedade; efetuar uma organização semanal e lista de compras; efetuar a mastigação correta dos alimentos; não utilizar celulares nem assistir televisão durante as refeições; não ingerir líquidos durante as refeições; comer apenas para saciar a fome; evitar alimentos que não tenham nutrientes, apenas calorias; e, cuidas das crenças limitantes.

Atividades do mês da mulher
O Ciclo de Palestras do Mês da Mulher também realizou, no dia 10 de março, no auditório do SESC o debate “Impacto das reformas Trabalhista e da Previdência na vida das mulheres”, organizado pela Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Sindicato dos Empregados no Comércio (Sindicomerciários), Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza de Caxias do Sul (Sindilimp) e entidades sindicais, apoiados pelo SESC Caxias. Na oportunidade, foi convidada a advogada e professora de direito previdenciário Patrícia Noll, especializada em demandas tributárias e previdenciárias, doutoranda em Educação, para palestrar.

Assista as palestras.

#sindicomerciarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *