Seminário assinala a união dos trabalhadores como força fundamental para a resistência

DSC_0880

Somente a efetiva união dos trabalhadores, de todas as categorias, pode sustentar a resistência e barrar os retrocessos representados pela reforma Trabalhista. Esta foi a tônica do seminário “Reforma Trabalhista: Desafios, Resistência e Ação Sindical”, que aconteceu nesta sexta-feira, 01 de setembro, pela manhã e à tarde, no auditório do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv).

Organizado pelo Movimento Sindical da Serra Gaúcha abordou a “Conjuntura política e Reforma Trabalhista” painel apresentado e debatido por Guiomar Vidor, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS)), pelos deputados federais, Assis Melo e Pepe Vargas e pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-RS)  Claudir Néspolo. Também foi apresentada uma análise sobre a Reforma Trabalhista pelos Ministérios  do Trabalho e Público do Trabalho por Vanius Corte (MT) e Ricardo Garcia (MPT).

Guiomar Vidor enfatizou a importância do engajamento de todas as categorias e suas centrais sindicais na luta contra o desmonte dos direitos consagrados da classe trabalhadora e em defesa da dignidade no mundo do trabalho.

“Foram dadas grandes contribuições para que possamos aperfeiçoar a nossa luta de resistência a esta contra-reforma, em defesa dos direitos trabalhistas, da organização sindical e da democracia”, destacou ele. Assis Melo, com contundência, abordou o contexto e as forças nefastas que estão por trás da Reforma. “A nação está em risco e nós, infelizmente, não temos o sentimento de nação. Estão acabando com o Brasil. Essa elite brasileira sempre foi golpista e antidemocrática.” Para ele, a consciência, a unidade e a luta são cruciais para a construção de uma efetiva resistência.

Na parte da tarde, foi apresentado o “Painel Jurídico Sobre a Reforma Trabalhista”, com Rafael Moreira de Abreu, Juiz da 5ª Vara do Trabalho de Caxias do Sul e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e Jesus Augusto de Mattos, vice-presidente da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (Abrat). No encerramento, do qual, participou da mesa o presidente do Sindicato dos Comerciários de Caxias do Sul, Silvio Frasson, aconteceu debate e os lançamentos da Carta dos Trabalhadores e do Núcleo Permanente de Mobilização.

O Seminário também participou da campanha solidária que está sendo realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos em prol dos trabalhadores da empresa Guerra, com a arrecadação de donativos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *